GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio
 
Página 1 de 1
[Review] - BlackBerry PlayBook
Analista de Sistemas\Ufólogo
Equipe Home
GameViciado Extremo
 
  11.159
 
Várzea Grande - MT
#  [Review] - BlackBerry PlayBook
[quote][b]Prós[/b] Design impecável; Integrado a apps da RIM; Bom processamento; Som ótimo.[/quote] [quote][b]Contras[/b] Sistema impopular; Sem conexão 3G; Sem slot para microSD.[/quote] [quote][b]Conclusão[/b] Quem está acostumado com os sistemas iOS e Android vai ficar confuso e também se surpreender com o PlayBook. Um aparelho com design caprichado no exterior e no interior, que peca apenas pela plataforma ainda pobre de aplicativos, que apesar de limitados são muito bem explorados pelo processador poderoso do dispositivo.[/quote] [t1]: tablet de qualidade, mas pouco popular[/t1] O PlayBook é o primeiro tablet da RIM, mesma desenvolvedora do smartphone BlackBerry. Ela trouxe aos consumidores um sistema operacional alternativo ao Android (do Google) e ao iOS (da Apple). Sofrendo um pouco de "bullying" de seus concorrentes, no exterior, o aparelho precisou ter seu preço reduzido para que a empresa tentas torná-lo mais popular, mesmo com um sistema mais desconhecido. Nos testes, no entanto, o tablet se revelou muito acima dos padrões esperados, com qualidade gráfica superior até mesmo à do Android. [b]Design[/b] Apesar de ser muito parecido com outros tablets, há um quê diferente nesse aqui. Ele tem uma cara menos divertida, mais sóbria, quadrada e elegante. O PlayBook é pequeno mas sua forma, peso e visual lhe dão um ar muito confiável. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2sxLmpwZw==[/img] Visão geral do PlayBook (Foto: Stella Dauer) Ele é pequeno e pesadinho, com mais de 400 gramas. A frente é composta pelo display, câmera frontal, logotipo, falantes estéreo e sensor de luz. Sua moldura é larga, mas é parte integrante do manuseio do sistema, já que o touchscreen funciona também nessas bordas. As laterais e a traseira são revestidas por material emborrachado preto, saltando apenas o logotipo em plástico prateado brilhante no centro da parte de trás. Os botões de controle que ficam nas bordas são pequenos e um pouco duros, o que pode levar você a cometer pequenos erros. E esses botões são bem poucos: apenas os de energia, volume e play/pause de mídias, que ficam apinhados na parte superior. Fora isso há a entrada para fones e microfones estéreo, também na parte superior, a câmera na traseira e conexões microUSB, microHDMI e proprietária na parte inferior. [b]Tela[/b] Infelizmente ele só está disponível na versão de 7 polegadas, mas a resolução de 600 x 1024 pixels é ótima, apenas um pouco inferior à do iPad 2, apesar de ser quase 3 polegadas menor. Sua tela é uma TFT capacitiva com 16 milhões de cores, e seu brilho é muito bom. Com formato em 16:9 widescreen, ele também é voltado para mídias. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2syLmpwZw==[/img] Tela de boa qualidade (Foto: Stella Dauer) [b]Hardware e processamento[/b] O PlayBook é um dos tablets no mercado que melhor aproveitam o processador de 1GHz dual core Cortex-A9 com 1GB de RAM. Se não há a tela grande para "comer" processamento, o tablet aproveita isso deixando as transições e a interface mais ousadas e pesadas. Ainda assim, nada engasgou em nossos testes. Ele é bem rápido na navegação pela internet, abre sites em segundos. Em conexões sem fio temos Wi-Fi b/g/n, Bluetooth 2.1 para conexão com acessórios e transmissão de dados, além de GPS. Não há conexão 3G nos modelos vendidos aqui no Brasil, deixando-o um pouco menos "móvel". Entretanto, a RIM avisa que é possível utilizar a internet 3G de um smartphone BlackBerry sem problemas, mostrando que o ideal é possuir os dois produtos da marca. Entre os sensores, possui acelerômetro, giroscópio e bússola digital. Câmera A câmera frontal, ideal para vídeo conferências, tem 3 megapixels, uma resolução difícil de encontrar no mercado. A traseira tem sensor de 5 megapixels, mas infelizmente não possui flash. Ele é vagaroso para tirar fotos, mas possui foco automático rápido e estabilização de imagem. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2s0LmpwZw==[/img] Traseira emborrachada, câmera e logotipo (Foto: Stella Dauer) São pouquíssimas as configurações disponíveis, tratando-se apenas de uma câmera para registros corriqueiros. Há uma certa granulação em situações de pouca luz, mas em externas ele se sai bem. Há geolocalização, e na filmagem aguenta até Full-HD (1080p). Os microfones em estéreo funcionam bem, e o vídeo é bem aceitável, registrando imagens em bom desempenho com uma iluminação razoável. [b]Sistema operacional e usabilidade[/b] O sistema não é o mesmo ao qual os usuários de aparelhos da RIM estão acostumados. Ao invés do Blackberry OS, usado nos smartphones da empresa, temos o BlackBerry Tablet OS, baseado no sistema QNX. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2s2LmpwZw==[/img] Câmera frontal, com marcas de dedo (Foto: Stella Dauer) O design de interface é um caso à parte. Muito caprichado, todos os aplicativos são bonitos e possuem construção especial para o PlayBook. É um colírio para os olhos navegar pelas janelas, menus e sistema. Mexer no PlayBook é diferente de qualquer coisa que você já viu, ainda mais se está acostumado ao iOS ou ao Android. Para aprender a usá-lo é necessário recorrer às instruções, pois não há botões home, voltar, opções e outros que encontramos nos sistemas mais famosos. Entretanto, depois que você aprende a manejá-lo, rapidamente ficamos satisfeitos com a praticidade. Acessar o gerenciador de tarefas, mudar de aplicativo, acessar o menu de opções, tirar o tablet do modo stand-by, são todas tarefas feitas com o arrastar dos dedos pela tela, a partir da moldura, em locais diferentes, como de baixo para cima, na diagonal ou de cima para baixo. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2szLmpwZw==[/img] Poucos botões: energia e controle de mídia (Foto: Stella Dauer) Pode ser mais complicado de entender inicialmente, mas consideramos válida a tentativa de mostrar outras formas de interação com esse tipo de aparelho, o que a RIM fez muito bem no PlayBook. Inclusive, na ótima multitarefa, os apps continuam funcionando mesmo quando minimizados na barra de seleção de aplicativos, aproveitando ao máximo o processamento parrudo. Uma vantagem sobre o iOS é o suporte a Flash, acompanhado também de suporte a HTML5 e um emulador de Java. O teclado virtual é largo e bem preciso, e o som que ele faz dá uma boa resposta. A loja de aplicativos é bem intuitiva, e a atualização dos aplicativos é fácil. [b]Aplicativos[/b] Quem tem um celular BlackBerry pode considerar esse tablet uma ótima escolha. Uma área de nome BlackBerry Bridge é dedicada à conexão com seu smartphone da RIM. Ao conectar os dois aparelhos é possível interagir com todo o conteúdo do telefone dentro do tablet, usufruindo de tela e teclado maiores. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2s3LmpwZw==[/img] Saída de som frontal, com marcas de dedos (Foto: Stella Dauer) Há o acesso a mensagens, contatos, navegador, calendário, BBM, bloco de notas, tarefas e arquivos. E como muitos que usam BlackBerry o utilizam no trabalho sob regras de confidencialidade, após desconectar os aparelhos toda a informação some do PlayBook, ficando segura no smartphone. Mas se isso é uma boa vantagem para quem já tem um celular da RIM, pode não ser bom para quem ou tem um telefone de marca diferente. Isso porque, na verdade, não há acesso aos serviços corporativos da RIM sem a presença de um aparelho da mesma marca, então é melhor considerar isso antes de comprá-lo. Outros aplicativos bons também acompanham o tablet, o que inclui a suíte completa de Documents To GO, um Office Mobile com muitos recursos. Há também aplicativos de meios de comunicação nacionais como Exame, Época, Estadão, Caras e também utilitários tais quais Cinemark, Bradesco, Sonora e Placar UOL. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2s4LmpwZw==[/img] Conexão para fone (Foto: Stella Dauer) A loja App World da BlackBerry ainda conta com relativamente poucos aplicativos para esse tablet. No total, a AppWorld conta com 50 mil aplicativos, o que já não é muito se comparado aos 500 mil do Android ou do iOS. Para o PlayBook são aproximadamente 4 mil. [b]Música e mídia[/b] Os falantes estéreo têm ótima localização, garantindo um bom som externo, claro e muito alto. Há uma pequena falta de graves, mas é um dos melhores sons de tablet que já vimos em nossos testes, já que o som se propaga pelo ambiente em um raio de mais de 50 centímetros. A mesma qualidade se mantém nos fones de ouvido. Esse som, além de ser bom para músicas, é ideal também para a reprodução de filmes. A tela brilhante e de boa definição somada ao áudio de qualidade deixam o PlayBook perfeito para entretenimento. Como ele é pequeno, pode ser levado para a cama e utilizado sem incômodos. Ele reproduz DivX, WMV, XviD e 3gp, mas softwares de terceiros podem aceitar mais formatos. [img]hide:aHR0cDovL3MuZ2xiaW1nLmNvbS9wby90dC9mL29yaWdpbmFsLzIwMTIvMDIvMTcvcGxheWJvb2s5LmpwZw==[/img] Conexões microHDMI, microUSB e proprietária (Foto: Stella Dauer) Com a saída microHDMI dá para conectar o tablet a uma TV de alta definição e reproduzir vídeos em Full-HD. É possível ainda mexer no tablet pela televisão ou realizar espelhamento. [b]Amazenamento e bateria[/b] Não há espaço para cartões de memória no PlayBook, mas ele é vendido em modelos de 16 GB, 32 GB e 64 GB, sendo esse último formato suficiente para muita mídia. Ainda assim, slots para cartões poderiam ser mais práticos. Quanto à bateria, a duração aproximada é de 8 horas e meia com pouco uso. Sem uso ele passa de um dia, e com uso intenso fica em mais ou menos 6 horas. [b]O que vem na caixa[/b] A caixa muito elegante e bem apresentada contém o aparelho, uma capa protetora de neoprene simples mas resistente, um guia rápido, manuais, um pano de limpeza para a tela, cabo USB e carregador. [b]Ficha técnica[/b] [img]hide:aHR0cDovL2kzOS50aW55cGljLmNvbS8zNDZubW13LmpwZw==[/img] Fonte: [url]hide:aHR0cDovL2hoaWRlLm1lL25QaQ==[/url]
[table][tr][td][img]hide:aHR0cDovL2kuaW1ndXIuY29tL2tEUERyLnBuZw==[/img][/td][td][img]hide:aHR0cDovL2kuaW1ndXIuY29tL2FFc1N1ZTIucG5n[/img][/td][/table] [url=hide:aHR0cDovL2ZvcnVtLmdhbWV2aWNpby5jb20vdG9waWNvLzIwMTMvMDMvb3JpZ2luLXRvcGljby1vZmljaWFsLXBhcmEtZHV2aWRhcy8=#]Origin - Tópico oficial para dúvidas[/url] | [url=hide:aHR0cDovL2ZvcnVtLmdhbWV2aWNpby5jb20vdG9waWNvLzIwMTMvMTAvY29tby1hdGl2YXItam9nb3MtZGEtZWEtc2VtLXNlci1wZWxvLWFwbGljYXRpdm8v#]Como ativar jogos da EA sem ser pelo aplicativo[/url] |[url=hide:aHR0cDovL2ZvcnVtLmdhbWV2aWNpby5jb20vdG9waWNvLzIwMTAvMDkvZGVudW5jaWFzLXJlbGFjaW9uYWRhcy1hLWhvbWUtZ3YtbmV3cy1lLWRlbWFpcy8=#]Denúncias Relacionadas à HOME GV ( NEWS e DEMAIS )[/url] [flash=380,50]http://www.addglitter.com/led.swf?bt=Visitem o site Movievicio &cl=blue[/flash]
Página 1 de 1


FBS - Fast Board System versão 0.16
©2017 GameVicio